Ficção na TVI em risco. Trabalhadores da Plural em greve


Notícia do site A Televisão


Foi no rescaldo da vitória de Ouro Verde a um Emmyque Ana Sofia Martins, protagonista da trama, se pronunciou pela primeira vez sobre a precariedade de quem opera ao serviço da Plural Entertainment. Agora, os trabalhadores anunciam greve às horas extraordinárias a partir desta terça-feira e com fim anunciado para segunda-feira da próxima semana.

O Sindicato dos Trabalhadores de Espetáculos, do Audiovisual e dos Músicos, em comunicado, aponta que os trabalhadores da empresa da Media Capital «não estão a ser valorizados nem respeitados naquilo que são os seus direitos laborais e decidiram, por isso, iniciar um período de greve».

«Uma das reivindicações centrais é a redução do Período Normal de Trabalho (PNT), que actualmente, atinge as 11h de trabalho, durante a maioria dos dias da semana, do mês e do ano. Estes horários de trabalho são justificados pela empresa com o pagamento de um subsídio de Isenção de Horário de Trabalho, na modalidade que vulgarmente se identifica como IHT total. Ou seja, entende a empresa que a única coisa a respeitar são as 11h de descanso entre dois dias de trabalho – o que ainda assim nem sempre é cumprido.», pode ler-se no comunicado.

O Sindicato garante ainda que foram tentadas outras abordagens à empresa antes de se partir para a Greve: «Apesar de os trabalhadores e o CENA-STE terem comunicado que se mantêm disponíveis para negociar de modo a inclusivamente cancelar esta greve, optaram o Grupo Media Capital por declinar a reunião que estava agendada para o passado dia 27 de Novembro».

Destaca-se ainda o facto de este ser um «sector que movimenta milhões», pelo que «não podem [Plural] continuar a guardar para si a parte esmagadora dos lucros criados».

O grupo sindical não se mostra sensibilizado nem reconhece mérito às administrações pelo sucesso das produções da empresa, uma vez que os programas «são feitos pelas mãos destes trabalhadores, e é por causa do seu trabalho que os espectadores ligam a televisão.» «São eles que precisam de ser valorizados e respeitados», acrescenta.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close